Logunedé


20130419-143614.jpg

Existem Orixás que não são, em teses, cultuados na Umbanda, mas que por representarem forças também da natureza não podem deixar de serem estudados, tampouco lembrados.

A Umbanda acolheu, em seu culto, determinadas forças da natureza, o que fez surgir as Sete Linhas nas quais trabalha. Mas, segundo o panteão dos Orixás africanos, essas forças da natureza seriam representadas por centenas de Orixás, conforme o culto adotado e o país de origem.

Dentre esses Orixás que não possuem filhos e nem culto na Umbanda, um dos que mais se destaca é “Logunedé”.

Dia 19 de abril comemoramos o “Dia de Logunedé ” que é sincretizado pela igreja católica como “Santo Expedito“.

Segundo reza lenda, Santo Expedito foi possivelmente um cristão martirizado no século IV em Melitene, na Armênia. Nada se sabe sobre a vida de Santo Expedito nem onde foi sepultado, e muitos pesquisadores questionam se ele de fato existiu.

Logunedé é um orixá africano filho de Oxum e Oxóssi. Vive seis meses nas matas caçando e seis meses nos rios pescando.

É cultuado na nação Ijexá como sua mãe, mas também nas nações Ketu e Efan, sendo o seu culto muito difundido no Rio de Janeiro.

No entanto, existem outras versões acerca de sua filiação. Se na maioria dos mitos, Logunedé surge como filho de Oxum e Oxóssi, em outros, um pouco mais raros, aparece como filho de Ogun e Iansã.

Simultaneamente caçador e pescador, Logunedé é o herdeiro dos axés de Oxum e Oxóssi que se fundem e se mesclam como mistério da criação, trata-se de um orixá que tem a graça, a meiguice e a faceirice de Oxum à alegria, à expansão de Oxóssi.

Se Oxum confere a Logunedé axés sobre a sexualidade, a maternidade, a pesca e a prosperidade, Oxóssi lhe passa os axés da fartura, da caça, da habilidade, do conhecimento.

Essa característica de unir o feminino de Oxum ao masculino de Oxóssi, muitas vezes o leva a ser representado como uma criança, um menino pequeno ou adolescente, formando mais uma tríade sagrada na História das religiões.

Culto a Logunedé

Dia: Quinta-feira
Cores: Azul-turquesa e Amarelo-ouro
Símbolos: Balança, Ofá, Abebè e Cavalo-marinho
Elementos: Terra (floresta) e Água (de rios e cachoeiras)
Domínios: Riqueza, Fartura e Beleza
Saudação: Logun ô akofá!!! Loci Loci Logum!!

Fonte: Raízes Espirituais

Anúncios

Sobre Caminhos para Aruanda

Saravá a todos! Sou umbandista e venho por meio desse "portal" tentar contribuir um pouco para desmistificar a nossa querida Umbanda. Aqui você conhecerá sobre os mitos, orixás, pontos cantados, orações, oferendas e um pouco mais sobre o sincretismo brasileiro. Sejam bem-vindos a nossa cultura Afro-Brasileira, ou melhor, sejam bem-vindos à Umbanda!.
Esse post foi publicado em Candomblé, conhecimento, Contos, Doutrina, Entidade, Lendas, Orixás e marcado . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s