Eu sou umbandista!


sou umbanda II

A IDENTIDADE de “umbandista”, na maioria das vezes, é algo que deve ser criado, por meio de cultura, informação e fundamentação da fé religiosa na Umbanda. Se o praticante, adepto ou frequentador não se sentir “umbandista” não irá criar para si esta identidade.

Temos ainda um problema no Brasil, a Igreja católica criou a identidade de “católico” mesmo para quem não frequenta e não acredita no catolicismo. Assim, as pessoas acreditam que ser católico não tem nada a ver com crença e sim com um rótulo, uma forma de etiqueta, que lhe foi colocado por meio do batismo e que só pode assumir outro “rótulo” se passar por uma “desrotulação” e nova rotulação.

Um problema, afinal, pertencer a uma religião de fato tem a ver com sua crença, sua fé, seus valores, sua verdade e claro, com certeza, sua prática. E assim temos milhares, ou milhões de pessoas, que acreditam na Umbanda, frequentam a Umbanda, tem sua verdade na Umbanda, encontraram seus valores na Umbanda e ainda carregam um rótulo de católico. Afinal, este é um rótulo de comodidade, ao se afirmar católico, evita-se qualquer conversa sobre religião, não há mais nada a ser dito.

Caso alguém queira questionar, se encerra o assunto dizendo que é católico não praticante e que, inclusive, é “um pouco” espiritualista ou esotérico. Agora, para afirmar uma identidade Umbandista, é preciso saber explicar o que é Umbanda, é preciso estar pronto para as reações mais preconceituosas, é preciso ter sua fé fundamentada, é preciso estar seguro do que é a Umbanda. Para afirmar esta identidade, é preciso mais que apenas frequentar, é preciso conhecer.

A Umbanda não deve vir como um rótulo. Muitos procuram a Umbanda e querem logo se batizar para trocar de rótulo e, quando lhe perguntam sua religião, dizem: sou umbandista, batizado e confirmado!

Seja, sim, umbandista, mas não carregue isso como um novo rótulo, seja umbandista por amor, consciência e conhecimento de causa. Seja umbandista por reconhecer sua verdade na Umbanda, seja umbandista por crer na Umbanda, seja umbandista por viver a Umbanda de corpo, alma e coração.

Quando isto acontecer de fato, então, encha o peito de ar e diga com todas as letras de forma bem aberta e clara, com orgulho: EU sou UMBANDISTA!!!

 Por ALEXANDRE CUMINO (Jornal de Umbanda Sagrada – Ano XIV nº 165 Fevereiro de 2014).

Sobre Caminhos para Aruanda

Saravá a todos! Sou umbandista e venho por meio desse "portal" tentar contribuir um pouco para desmistificar a nossa querida Umbanda. Aqui você conhecerá sobre os mitos, orixás, pontos cantados, orações, oferendas e um pouco mais sobre o sincretismo brasileiro. Sejam bem-vindos a nossa cultura Afro-Brasileira, ou melhor, sejam bem-vindos à Umbanda!.
Esse post foi publicado em Umbanda. Bookmark o link permanente.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s