Fé e Confiança


Que advertência ou conselho você daria aos médiuns, principalmente quando fraquejam ante o desenvolvimento ou desempenho da mediunidade?

Preliminarmente, vou lhe contar um caso: um navio cruzava o alto-mar, quando sobreveio forte temporal. O céu escureceu, as águas se agitavam violentamente, o vento forte soprava ameaçador e gigantescas ondas furiosas açoitavam a embarcação, balançando-a perigosamente.  O capitão berrava, dando ininterruptas ordens. Marinheiros atordoados corriam de um lado a outro, atarefados, para o navio conseguir aguentar os solavancos. A tempestade descia terrível, castigando a cansada e sofrida tripulação. Um dos marujos desceu para a casa das máquinas e, ao passar pelo camarote do comandante, viu a filha do capitão, menina de oito anos, tranquila e alegre, a brincar com suas bonecas, apesar dos balanços da nave.  O marinheiro advertiu-a: “Que é isso, menina, num perigo desses e você brincando… Você não tem medo?  Abrigue-se melhor em outro lugar mais seguro”. A criança, calma e despreocupada, mirou-o e respondeu: “Por que ter medo? Meu pai é comandante do navio!”

O homem admirou a coragem daquela boneca viva e mais calmo e confiante prosseguiu sua tarefa. Pouco depois, a tempestade amainou e o mar voltou à serenidade. Observe o exemplo de confiança dessa garota, que conhecia o valor e a experiência do pai, tanto que sabia que ele resistiria à fúria dos elementos e conduziria o barco a salvo.

Médiuns de Umbanda: Tende fé e confiança em vossos guias. Não vos amedronteis nem vos acovardeis ante o temporal que por ventura se abater sobre vós, há uma fase de desenvolvimento mediúnico ou início do aprendizado espiritual e mesmo no desempenho da divina missão mediúnica, nos quais parece que a onda de má sorte conspira contra a paz de vosso equilíbrio existencial. O Pai Supremo é o comandante e ninguém melhor que Ele saberá conduzir-vos ao porto seguro de vossos destinos.

É justamente nas tempestades que se conhece os bons marinheiros, não sobre ondas mansas. Tende fé e certeza, aguentando os “solavancos” da fase negativa, porque, apesar da noite negra e tempestuosa, o sol radiante desponta na manhã seguinte, oferecendo um novo dia de esperança.

Vede os exemplos dos grandes médiuns que souberam transpor os dolorosos obstáculos do caminho e chegaram ao destino mais fortes, mais experientes, mais sábios. Não abandoneis a embarcação segura, atirando-vos ao mar encapelado da dúvida, do abatimento, da deserção, que é mais perigoso. Antes, sede fortes de ânimo e de vontade, sem temer os vendavais cíclicos, eis que os pretos velhos atravessaram o agitado mar da escravidão e hoje cintilam quais estrelas brilhantes no divino e sublime oceano do Comandante Soberano e Eterno.

Retirado do livro “Umbanda – Perguntas e Respostas” de J. Edson Orphanake

Anúncios

Sobre Caminhos para Aruanda

Saravá a todos! Sou umbandista e venho por meio desse "portal" tentar contribuir um pouco para desmistificar a nossa querida Umbanda. Aqui você conhecerá sobre os mitos, orixás, pontos cantados, orações, oferendas e um pouco mais sobre o sincretismo brasileiro. Sejam bem-vindos a nossa cultura Afro-Brasileira, ou melhor, sejam bem-vindos à Umbanda!.
Citação | Esse post foi publicado em Aprendizado, Umbanda. Bookmark o link permanente.

2 respostas para Fé e Confiança

  1. priscilansfatima@gmail.com disse:

    Estando desanimada abri no site e me deparo com mais essa lição…obrigado muito lindo….

    • Priscila,
      Nossa vida já é repleta de autos e baixos e para aqueles que trabalham na seara espiritual essa alternância de estado é muito comum. Isso porque, essas pessoas estão suscetíveis a todo o tipo de interferência de energias tanto positivas como negativas. Por isso é muito importante que mantenhamos uma vida saudável tanto na alimentação como no comportamento, de modo que possamos estar seguros para que essas cargas de energia, principalmente as negativas, não nos influencie.
      Confesso que frequentemente vivo desanimado com as coisas, mas sempre procuro achar algo que motive e não deixe que seja influenciado. Por exemplo, as vezes acabo desanimando em escrever algo no blog, mas tenho a consciência que se não faço isso posso não estar ajudando alguém ou mesmo não alcançando o objetivo que propus ao cria-lo, qual seja, a desmistificação da religião de Umbanda. Então, deparo-me com um simples comentário como o seu agradecendo o post e isso me anima dando força para continuar essa jornada.
      Portanto, não deixe de acreditar e, acima de tudo, tenha fé e confiança, pois ao final as coisas tornam ao seu devido eixo e a vida segue.
      Muito obrigado por participar no blog e também por me ajudar.
      Um abraço e que Oxalá lhe abençoe.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s